segunda-feira, 13 de junho de 2016

BOQUETE!!! VOCE SABE FAZER? GOSTA DE FAZER?

UM BOM BOQUETE TEM SEU LUGAR.
QUEM NAO GOSTA?
MAS É PRECISO SABER FAZER... SIGA ESSAS DICAS E SEJA UM FURACAO NA CAMA.
 CURTA TAMBEM OUTRAS DICAS EXCEPCIONAIS...





sexta-feira, 11 de setembro de 2015

14 FATOS SOBRE TROCA DE CASAIS QUE VALEM A PENA SABER


Antropóloga passa dois anos e meio frequentando casas de swing para detalhar como funciona o movimento sexual

  

A troca de casais é tema do livro “Swing: Eu, Tu... Eles”, escrito pela antropóloga e jornalista mineira, Maria Silvério que passou dois anos e meio pesquisando o assunto em estabelecimentos dedicados à pratica no Brasil e em Portugal. O objetivo é mostrar as mudanças nos paradigmas dos relacionamentos na era atual.

A autora defende que, ao contrário do que muitos pensam, o swing não é um ato promíscuo. “Ele normalmente é praticado por pessoas com mais de 30 anos e que possuem padrão cultural e social elevados. De maneira geral, os maiores frequentadores dos clubes de swing são casados, com o ensino superior completo e com filhos”, revela. Ainda segundo a pesquisadora, esse universo não é barato, pois inclui gastos com entrada nas festas, bebidas, jantares e encontros para conhecer outros casais, compras de lingeries e roupas novas.

Os sociólogos Curtis Bergstrand e Jennifer Sinsk entrevistaram 704 homens e 319 mulheres, nos Estados Unidos, e detectaram que 62,9% dos homens e 62% das mulheres consideram que o casamento ficou mais feliz após a entrada do casal no universo swinger. Já 35,8% dos homens e 35,3% das mulheres alegam que o grau de felicidade manteve-se o mesmo. Em oposição, somente 1,3% dos homens e 2,8% das mulheres afirmam que a relação ficou menos feliz por causa do swing.”

1 – Perfil dos freqüentadores: Casais maduros, mulheres acima dos 30 e homens acima dos 35 anos.

2 – Os casais swingers são estáveis e possuem uma relação forte e estabelecida, ao contrário do que muita gente imagina. Outra característica é que grande parte dos swingers tem filhos.

3 - No Brasil existe um número maior de casais em que os homens são bem mais velhos e menos atraentes do que as mulheres.

4- Muitos preferem compartilhar as preliminares em público e deixar o clímax para o parceiro no dark room.

5 - Muitas são as normas que direcionam o comportamento swinger. A principal característica é o consentimento de todos os envolvidos. Isso inclui um acordo prévio entre as partes acerca das atividades sexuais que poderão acontecer naquele encontro. Não, significa não, sem necessidade de esclarecimento ou justificativa.

6 - Um swinger também não deve abordar o outro quando os respectivos companheiros não estiverem por perto.

7 – Chama-se cuckold o homem que sente prazer ao ver a sua mulher com outro homem.

8 - Outro tipo de casal que existe são os falsos casais, casais amigos, casais de conveniência, casais de fim de semana. Enfim, existem diferentes nomes para as pessoas que fingem ser um casal para terem acesso a uma casa de swing.

9 - Isso acontece muito com casais em que a mulher gosta de se vestir e dançar sensualmente.

10- Há casais que frequentam porque a excitação do ambiente faz com que eles tenham uma noite de amor maravilhosa quando chegam em casa!  E muitas vezes só vão ao local para observar os outros.

11 - O swing permite uma variedade de práticas sexuais, dentre as quais destacam-se o exibicionismo, o voyeurismo, ménage à trois, soft swing, hard swing e sexo grupal.

12 - Eles apreciam o voyeurismo porque permite aprender novas técnicas que podem ser utilizadas com o parceiro.

13 - A atividade também propicia a superação de determinadas inibições sexuais.

14 - Muitos swingers afirmam que “fazem sexo” nos clubes e, em casa, “fazem amor”.




Chama-se cuckold o homem que sente prazer ao ver a sua mulher com outro homem

whatsapp 031 7306 1204


quinta-feira, 3 de setembro de 2015

ALGUMAS EXPRESSÕES UTILIZADAS NO MEIO LIBERAL

No meio liberal existem algumas expressões que são únicas e  muitas vezes quem está começando fica perdido nas conversas por não entender direito o que elas significam. Pensando nisso, elaboramos um pequeno dicionário do swing com as expressões mais utilizadas pela galera e seus significados. Dá uma olhadinha pra não ficar boiando:
  1. Amigo (a)                         Solteiro (a) que acompanha o casal
  2. Afinidade                          tesão entre os casais
  3. Balada liberal                   Antiga casa de swing
  4. Bater carteira                  Casal que não faz troca mas só avisa                                                             depois que começou a brincadeira
  5. Bi feminino                       Brincadeira entre mulheres
  6. Casal fake                         Casal montado. Ex: homem com garota                                                       de programa, amigos.
  7. Casal tacinha                    Casal que passa a festa toda bebendo
  8. CRS                                    Site de relacionamento
  9. Curiosos                            Pessoas que querem ver como é sem a                                                        intenção de participar um dia.
  10. Exibicionismo                   Exposição sexual pública
  11. Festinha                            Encontro para sexo com 2+ casais
  12. Full swap                          Troca de casais completa
  13. Gang bang                        Transar com 3+ parceiros ao mesmo                                                             tempo
  14. Grupal                               Encontro sexual com vários                                                                          casais/parceiros
  15. Labirinto                          Lugar dentro de casas liberais parecido                                                        com um labirinto para prática sexual
  16. Lanchinho                        Parceira solteira de casais
  17. Meio                                  Relativo ao swing
  18. Ménage feminino            Sexo entre um homem e duas mulheres
  19. Ménage masculino          Sexo entre uma mulher e dois homens
  20. Mesmo ambiente            Sexo sem troca de parceiros
  21. Mundo colorido               Relativo ao swing
  22. Mundo P&B                     Preto e branco – não é do swing
  23. Namoradinha                  Parceira fixa de casais
  24. Reservado                       Local para prática sexual em casa liberal
  25. Sala aquário                    Sala com vidro
  26. Sala coletiva                    Sala aberta ao público
  27. Sala separada                 Troca de parceiros em salas separadas
  28. Show de horror              Muito ruim
  29. Single                               Solteiro (a)
  30. Single casado                  Pessoa casada mas o esposo (a) não                                                                 participa
  31. Soft swap                        Troca de casais sem penetração
  32. Swing                               Troca de casais
  33. Voyeurismo                    Só observação.
E aí, gostou dessa nova postagem....
O mundo liberal está aberto a todos, basta querer...
Aguardo seu contato.... 
whatsapp: 031-7306-1206
skype: lordnegroipatinga@hotmail.com
Venha conhecer dá um passeio pelo meu mundo...


sexta-feira, 28 de agosto de 2015

10 Coisas Sobre Swing que Você Precisa Saber

DSCF6350

whatsapp 031 7306- 1204
Então vocês tiveram a grande ideia de ir pro swing, começam a pesquisar sobre o assunto, encontram um monte de casas de swing, um monte de blogs, um monte de dicas e vão formando mentalmente uma expectativa sobre o que é o swing e como chegar às vias de fato – transar trocado. O que vocês não sabem é que entre o começo das pesquisas e a troca de casais existe um caminho, muitas vezes longo e complicado e é por isso que hoje vamos listar algumas coisas que achamos importante que os “pré-candidatos” a swinger precisam saber.
1 – Não adianta ter pressa.
Poucos são os casais que chegam rapidinho no objetivo, a grande maioria leva um bom tempo até praticar o swing propriamente dito. É culpa dos casais? Não, não é, acredito que seja mais um reajuste (cultura, intrapessoal e interpessoal) e cada pessoa leva um tempo diferente nessa questão. Nem sempre o casal chega no reajuste ao mesmo tempo, às vezes acontece do marido se ajustar rapidamente enquanto a esposa precisa de mais uns meses (e vice-versa). Mesmo nesses casos, é importante que um espere pelo outro, afinal no swing a identidade não diz respeito só a uma pessoa, mas ao casal.
2 – O casal é a peça-chave.
Por mais que vocês sejam liberais e permitam que o parceiro saia sozinho, vocês estão entrando num mundo onde o casal passa a ter uma única identidade. Um estará vinculado ao outro, sempre, mesmo que o outro não esteja presente. Em alguns círculos, quando o parceiro não vai em algum evento o outro prefere não ir também, mesmo sendo liberado.
3 – Casa de swing é pra ver e ser visto.
Já foi o tempo quando esses estabelecimentos eram verdadeiros clubes de troca de casais. Hoje em dia eles funcionam como clubes de sexo livre com poucas referências reais à prática do swing. Casais swingers vão nesses lugares pra dançar, pra beber, pra se divertir, pra comemorar um evento, pra conversar, pra ver os amigos e se sobrar tempo, se não tiver outra opção, se tiver uma salinha exclusiva, sem buracos, sem possibilidades de serem incomodados à disposição, eles transam. A maioria deixa o sexo para outros ambientes mais higiênicos como um motel, um flat ou a própria casa. Aí sim, o swing rola como deveria ser: troca de parceiros.
4 – Existe um forte senso de comunidade.
Incrível como isso é verdade. Já conheci diversos casais que não tem um convívio tão fraternal com a própria família como tem com a comunidade swinger. Talvez pelo fato de dividirmos nossa maior intimidade uns com os outros, talvez porque a gente se identifica com o mesmo pensamento, talvez por sermos discriminados por agirmos diferente da sociedade. Um defende o outro, um protege o outro, um ajuda o outro e assim vai se formando um forte laço comunitário entre aqueles que praticam o swing.
5 – Espere ser apedrejado.
Mesmo não contando pra ninguém que você faz swing, espere o pior de quem não é do meio. Lembre-se que você também já pensou como ele. Que enfiaram na sua cabeça  que sexo só se faz com a amante (com a esposa você faz amor por obrigação), que mulheres não gostam de transar (alguns acham que a mulher não tem nem o direito de sentir prazer!), que fazer swing é coisa de corno e puta (engraçado… no swing, se a esposa fica com outro cara é porque o marido também fica com outra mulher. Não existe infidelidade no comum acordo!). Conforme você entra no swing vai perceber mais facilmente que aqueles que mais falam mal dos swingers são os que mais gostariam de viver nesse meio, e por algum motivo, não conseguem se libertar das rédeas culturais e psicológicas que os prendem.
6 – O sexo não será constante.
Ser swinger não quer dizer que você vai transar pra caralho. No começo sim, entre o casal principalmente, a quantidade e a qualidade vão aumentar e muito! É como uma injeção de tesão, vocês terão vontade de fazer sexo todo o dia, o dia todo. Normal. Com o tempo essa frequência vai diminuindo e vocês vão passar a dar mais importância à qualidade da transa do que à quantidade. Transar por transar não vai mais fazer sentido e vocês serão mais seletivos no processo de busca por um casal pra swingar. Esse é o normal, mas tem casais que fogem à regra, tanto pra grande frequência de sexo quanto para pouca frequência.
7 – Beleza é fundamental.
E aqui a gente abrange todos os tipos de beleza que são capazes de conquistar e seduzir outro casal. Não adianta querer ser swinger e não ter o mínimo de cuidados consigo mesmo. Se vestir bem, ter boa comunicação, ser simpático, ajeitar os cabelos, uma boa maquiagem, fazer exercícios, recorrer à plástica, ser higiênico, etc, etc, etc… tudo para que você mesmo sinta-se bem ao olhar no espelho, automaticamente os outros também vão te achar bacana e as chances de chegar na troca aumentam consideravelmente. Fato.
8 – Swing no Brasil tem vida útil.
E aqui muitos podem me massacrar mas é algo que tenho visto muito de perto. Por mais que exista campo e espaço para a prática do swing na terceira idade, quem vai chegando nessa fase prefere não se expôr mais em eventos, festas ou baladas – as grandes rodas que fazem o mundo liberal girar. Basta ver a quantidade de casais na faixa dos 20 anos que entram no meio menosprezando casais acima dos 40 anos. E vamos combinar que 40 anos hoje em dia é como se fosse os 25 de antigamente. Aqueles que estão acima dos 50 ou mentem a idade para não sofrerem preconceito ou não participam mais de festas do gênero. Preferem se unir a outros da mesma idade em pequenos encontros, longe dos olhos mas igualmente prazeroso. No exterior a cultura é diferente, é fácil encontrar casais de 60, 70 anos em cruzeiros, baladas e casas de swing totalmente à vontade com seus corpos e com os olhares dos outros. 
9 – Espere encontrar de tudo.
Onde tem pessoas tem fofoca, tem inveja, tem amor, tem união, tem mentira, tem presunção, tem orgulho, tem simpatia, tem gente do bem, tem covardia, tem coragem, tem panelinhas, tem gente aberta, tem que tomar cuidado. Tem gente que vai se fazer de amigo só enquanto você tem algo a oferecer, tem gente que te olha torto, tem gente que adora, tem gente que vai se tornar seu melhor amigo pra vida inteira, tem gente confiável, tem gente que vai querer te derrubar, tem gente que vai te ajudar a levantar. Onde tem pessoas, tem de tudo. Não será nada diferente da vida em sociedade PB (preto e branco significa que não é swing).
10 – Existe traição no swing.
É simples, o swing é um acordo entre o casal, você é livre pra transar com outros, eu sou livre pra transar com outros. Como serão os termos desse acordo fica a cargo de cada casal definir o que acham melhor para a relação deles e ninguém tem nada a ver com isso, só eles. Quando os termos desse acordo são quebrados a traição se instaura. Se foi acordado que nenhum dos dois vai fazer sexo oral em ninguém e um deles quebra esse termo, o outro vai se sentir traído. A traição no swing não se limita aos atos sexuais, ela paira na questão do caráter. Se os dois decidiram juntos o que pode e o que não pode ser feito, e imprescindível para manter a saúde na relação que os dois cumpram o combinado. Sempre é possível refazer os acordos pré-estabelecidos para a prática do swing e ajustar os desejos às limitações.

Extraido de um blog amigo....http://www.marinaemarcio.com.br/blog/arquivos/3592

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

BEM VINDO AO MUNDO LIBERAL

PARA AQUELES QUE NUNCA FREQUENTARAM UMA CASA DE SWING OU UMA FESTINHA SWING, FICA AQUI ESTE VIDEO COMO UM BELO EXEMPLO DE COMO FUNCIONA...
whatsapp 031- 7306- 1204


quarta-feira, 5 de novembro de 2014

ALGUMAS FOTOS, TODAS MINHAS.
SE ALGUEM TIVER INTERESSE FAÇA CONTATO. 
SOLTEIRAS, CASADAS, CASAIS FAÇAM CONTATO, TENHO EXPERIENCIA NO MEIO LIBERAL!!!
NOVO WHATSAPP 031 7306-1204